Publicado originalmente em:  04/08/2008

A dosagem da Creatinina Sérica é o teste laboratorial mais comumente realizado para a avaliação da função renal. Amplamente difundido pela comunidade científica seu resultado é, no entanto, passível de interferências, pois sua produção não é constante. Sua produção varia com o esforço muscular, aumenta com ingestão de proteína e principalmente varia com sexo, idade e massa muscular. A dosagem da depuração de creatinina seria uma maneira de se evitar tais interferentes na avaliação da função renal, porém a dificuldade de execução correta de seu método de coleta (Urina 24h) traz diferentes interferências para a análise.

Nesse contexto o uso de equações desenvolvidas especificamente para a estimativa da função renal tem sido defendido por muitos autores. Alguns estudos demonstram que essas equações oferecem resultado tão bons quanto a medida da depuração renal da creatinina. Um estudo do Modification of Diet in Renal Disease (MDRD) apresenta um método simplificado para o cálculo do Ritmo de Filtração Glomerular em pacientes adultos de até 70 anos, que leva em consideração a Creatinina Sérica, a idade, o sexo e a etnia.

RFG = 186 x [Creatinina sérica]–1,154 x [idade]–0,203 x 0,742 (se mulher) x 1,210 (se negro)

Clique aqui para abrir a planilha e realizar o cálculo